Publicado em 29/11/2021 às 19h25 (Fonte) – Atualizado em 30/11/2021 16h05

Instituições destacaram potencial de incremento socioeconômico da atividade turística
(Foto: Andrés Pascal/Suframa)

A Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa) sediou na tarde desta segunda-feira (29) o curso “Mensuração de Impactos do Turismo por meio da Matriz Insumo-Produto (MIP)”, evento que é fruto da parceria da Autarquia com o Observatório de Turismo da Universidade do Estado do Amazonas (Observatur-UEA). Ministrado por técnicos da Superintendência de Desenvolvimento da Amazônia (Sudam), o curso tratou, entre outros temas, da importância de indicadores com dados exatos sobre a atividade turística para o desenvolvimento de políticas públicas no setor.

A servidora da Suframa, Rosângela Alanís, destacou, na cerimônia de abertura, que a construção de indicadores de turismo é vital para ações voltadas para o planejamento e desenvolvimento das atividades características do turismo, bem como para a formulação de políticas públicas promocionais e de marketing para atração de turistas do Brasil e do exterior.

A coordenadora do Observatur-UEA, Márcia Guimarães, destacou o importante papel da Rede de instituições integrantes do Observatório, “que trabalham em conjunto para viabilizar ações voltadas para a organização de dados e ferramentas que possibilitem avançar no planejamento e gestão das ações de turismo, fundamental para o desenvolvimento das atividades turísticas de forma sustentável”.

O presidente da Comissão de Turismo da Câmara Municipal de Manaus (CMM), William Alemão participou do evento e salientou a importância dos indicadores de turismo para um entendimento melhor da atividade no Estado. “Dizem que menos de 5% dos turistas que chegam ao Amazonas ficam em Manaus, e que o turismo de pesca gera R$ 400 milhões anuais para o Amazonas. O desenvolvimento de indicadores confiáveis poderá confirmar informações como essas”, disse o vereador.

Também estiveram presentes no evento representantes de órgãos membros da Rede Observatur-UEA: Secretaria de Estado de Desenvolvimento, Secretaria de Desenvolvimento, Ciência, Tecnologia e Inovação (Sedecti-AM), Empresa Estadual de Turismo do Amazonas (Amazonastur), Secretaria de Estado da Cultura e Economia Criativa do Amazonas (SEC-AM), Prefeitura Municipal de Manaus através da Fundação Municipal de Cultura, Turismo e Eventos (ManausCult), Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan-AM) e Federação do Comércio do Estado do Amazonas (Fecomércio). Os representantes relembraram a relevância de diversificar a matriz econômica do Amazonas e destacaram que o turismo é um dos setores com mais potencial de incremento socioeconômico.

Após a cerimônia, aconteceu a palestra “O Turismo no âmbito do Plano Regional de Desenvolvimento da Amazônia – PRDA”, proferida pelo coordenador-geral de Elaboração e Avaliação dos Planos de Desenvolvimento da Sudam, Flávio Rodrigo Reis Blanco. O curso “Mensuração de Impactos do Turismo por meio da Matriz Insumo-Produto (MIP)”, ministrado pelo economista– técnico da Coordenação-Geral de Elaboração e Avaliação dos Planos de Desenvolvimento da Sudam, Sérgio Felipe Melo da Silva, começou nesta segunda-feira (29) e vai até sexta-feira (03).


0 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *